Entenda melhor

O GT Anticorrupção é coordenado por Ana Paula Carracedo, da Votorantim, e tem como ponto focal na secretaria da Rede Brasil do Pacto Global a assessora Anticorrupção, Ana Luiza Aranha

A Corrupção... 

...impede o crescimento econômico, aumenta os custos de transação e cria um mercado desequilibrado, levando a instabilidade social, alimentando a desconfiança pública e minando o Estado de Direito.

Adiciona 25% aos custos de contratações 

5% do PIB global é perdido em corrupção

700 empresas e indivíduos foram sancionados pelo Banco Mundial por causa de práticas de corrupção

4 Bilhões de pessoas ao redor do mundo vivem fora da proteção da lei

1 a cada 10 brasileiros já teve que pagar propinas para acessar serviços públicos

50% dos brasileiros acredita que a maioria dos Executivos e banqueiros são corruptos 

Ações do GT Anticorrupção

Engajamento de setores mais vulneráveis através de ações coletivas de combate à corrupção 

Disseminação de conhecimento, boas práticas e capacitação

Parcerias e articulação com agências da ONU, setor privado e setor público

Desenvolvimento de soluções anticorrupção, inclusive estratégias de compliance, gestão de riscos, governança e transparência

 

Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 16 - ODS 16

As ações do GT estão conectadas principalmente com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 16, que visa promover sociedades pacíficas, justas e inclusivas que proporcionem igualdade de acesso à justiça e que se baseiem no respeito pelos direitos humanos, um Estado de direito efetivo, boa governança em todos os níveis e instituições transparentes, eficazes e responsáveis.

São metas vinculadas ao trabalho do GT Anticorrupção:

16.3 Promover o Estado de Direito, em nível nacional e internacional, e garantir igualdade de acesso à justiça para todos;

16.4 Reduzir significativamente os fluxos financeiros e de armas ilegais, reforçar a recuperação e devolução de recursos roubados e combater todas as formas de crime organizado;

16.5 Reduzir substancialmente a corrupção e o suborno em todas as suas formas;

16.6 Desenvolver instituições eficazes, responsáveis e transparentes em todos os níveis;

16.7 - Garantir a tomada de decisão responsiva, inclusiva, participativa e representativa em todos os níveis;

16.10 - Assegurar o acesso público à informação e proteger as liberdades fundamentais, em conformidade com a legislação nacional e os acordos internacionais.

Combater a corrupção e promover instituições pacíficas, justas e inclusivas impacta todos os outros Objetivos de Desenvolvimento Sustentável: recursos são salvos e podem ser utilizados na promoção de outras ações, além do fortalecimento da confiança pública e do Estado de Direito.

Ana Carracedo

Coordenadora do GT Anticorrupção

Votorantim

Ana Aranha

Ponto-focal do GT

ana.aranha@undp.org

 

 

Iniciativas / Projetos

Ação coletiva no setor da construção civil

O Pacto Global quer unir forças com diversos agentes da sociedade para combater a corrupção neste setor. Assim, o primeiro passo desta ação coletiva foi o lançamento da Cartilha Integridade no Setor da Construção, que apresenta um compilado de cenários fictícios sobre os principais desafios, riscos e problemas regulatórios que podem ser enfrentados por empresas do setor em seu cotidiano. São 13 diferentes situações e, para cada caso, a publicação traz recomendações de como a companhia deve agir. Primeiro, são discutidas as medidas a serem adotadas para que a empresa evite ser exposta a uma proposição de corrupção. Depois, o guia elenca as ações a serem adotadas quando a solicitação de corrupção acaba ocorrendo. Por último, há um box com sugestões de mudanças estruturais necessárias no país para que se reduzam as chances dessas situações ocorrerem. A elaboração da cartilha contou com o apoio de empresas da construção relacionadas a casos recentes de corrupção, além do Instituto Ethos, parceiro do Pacto Global. 

A Ação Coletiva envolvendo a construção civil contará ainda com outras ações, como, por exemplo, engajamento da cadeia de valor, com a Tradução e adaptação do guia Fighting Corruption in the Supply Chain: a guide for costumers and consumers, do Pacto Global. 

Ação coletiva no setor de limpeza urbana

Idealizada por empresas e organizações do setor, a ação coletiva em limpeza urbana teve início em meados de 2018 e conta com as parcerias de empresas e do Instituto Ethos. O programa já lançou a sua cartilha de riscos de corrupção, nos moldes da publicação feita para a construção civil: Integridade no setor de limpeza urbana, resíduos sólidos e efluentes. Lançada em abril de 2019, a cartilha visa fomentar a ética no setor, através da análise de casos que podem expor as empresas a situações de corrupção. Com uma abordagem prática, propõe ações preventivas a estes cenários, e recomenda a busca de respostas adequadas. A publicação pode ser usada para orientar treinamentos e outros processos que envolvam os colaboradores das empresas do setor e de seus stakeholders. O material contém 15 cenários e as respectivas abordagens a cada um deles. O conteúdo foi pensado para contribuir com o combate à corrupção, com a melhoria do ambiente de negócios e com a proposição de um novo padrão de conduta para todas as empresas neste mercado. 

Essa Ação Coletiva também irá contemplar um Pacto Setorial de Integridade em Limpeza Urbana e Resíduos Sólidos, além de treinamentos de engajamento do setor contra a corrupção.

Treinamentos na área de anticorrupção

O principal treinamento anticorrupção promovido pelo GT tem como objetivo capacitar para a aplicação do Guia de Avaliação de Risco de Corrupção. Traduzido e adaptado para a realidade brasileira pelo GT Anticorrupção em parceria com a Deloitte, este treinamento apresenta a metodologia de identificação, avaliação e gestão dos riscos de corrupção, além das práticas de priorização destes riscos nos Programas de Integridade. Em breve, novos treinamentos anticorrupção serão desenvolvidos, com novos temas e metodologias. 

Índice de Conteúdos Relevantes

O GT iniciou uma curadoria de materiais anticorrupção produzidos no país e no mundo. Seu resultado é um índice de conteúdos relevantes sobre o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 16 e temas de Anticorrupção e Compliance, produzidos pelo Pacto Global e por outras organizações parceiras. Boa leitura!