Sobre o Evento

A iniciativa busca disseminar a Agenda 2030 para a comunidade empresarial e para instituições de ensino no Brasil, ampliar o engajamento do setor privado com os ODS e aumentar as parcerias entre empresas, academia, agências da ONU e governos no desenvolvimento de projetos.

A edição 2019 recebeu um número elevado de inscrições, foram mais de 800 projetos. Após uma primeira análise, permaneceram 309, nas categorias: Empresas (separadas em dois grupos, Grandes e PMEs), Academia e SDG Pioneers /Jovem Profissional Brasil. O grande vencedor da categoria Jovem Profissional será o representante do Brasil na final internacional do SDG Pioneers 2019, que irá ocorrer em Nova Iorque no segundo semestre. O vencedor com maior pontuação na categoria Empresas (PME ou Grande) será convidado para apresentar o seu case em Nova Iorque, durante o SDGs in Brazil, evento que reúne histórias bem-sucedidas do setor privado brasileiro. A PwC criou os critérios e auditou o processo completo e uma equipe de jurados independentes escolheu os vencedores. Ao final, consolidaram-se 137 projetos aptos a concorrer aos prêmios. O principal critério foi o alinhamento dos projetos a um dos Ps que direcionam os ODS. A edição 2019 contou com os apoios de Natura, Klabin, Cervejaria Ambev e MRV

 

Book da edição 2019                                Assista a cobertura e os depoimentos

                         

 

 

Categorias

Empresas

Podem participar Empresas, divididas em dois grupos:

1. Grande Empresa

2. Pequenas e Médias Empresas

Elas devem fazer sua inscrição em um dos 5 Ps que direcionam os ODS. É escolhido um vencedor por P entre as grandes empresas e um vencedor por P entre as PMEs, totalizando dez vencedores nesta categoria. 

 

Academia

Podem participar:

Professores que atuam em uma instituição de ensino engajada com o PRME (Princípios para Educação Empresarial Responsável)

As práticas devem ser inscritas em um dos 5 Ps. São considerados projetos que contribuem para o Alcance dos ODS, não contemplando práticas de gestão e de pesquisa. 

 

SDG Pioneers - Jovem Profissional Brasil

Podem participar jovens profissionais, de até 35 anos, que trabalham em uma empresa, de qualquer porte, que integre a Rede Brasil do Pacto Global. O concorrente deve indicar uma história que mostre como contribui com os ODS no dia a dia da sua atividade.

Critérios de Participaçào

Empresas

Para a análise dos projetos de grandes empresas, PMEs e academia, são utilizados três critérios de avaliação:

1. Gestão e Qualidade

a) Liderança engajada e comprometida com a proposta

b) Gestão e indicadores de desempenho definidos e monitorados

c) A solução apresenta evidências de gestão periódica de recursos

d) A solução apresenta evidências de comunicação do impacto para stakeholders, incluindo a comunidade impactada

2. Inovação

a) Definição do issue

b) Impacto na vida das pessoas

c) Escalabilidade

d) Repetitividade

3. Impacto

Para este quesito foi considerado se o case

apresenta resultado ou benefício que esteja

alinhado aos ODS e/ou a suas metas associadas

Na edição 2019, das 143 inscrições válidas por parte de grandes empresas, permaneceram 77, o que equivale a 53% do total. Das pequenas e médias empresas, 65% das inscrições foram desclassificadas. Apenas 34 entre 96 continuaram na disputa pelo prêmio. Os números atestam a criteriosa seleção a que o Pacto Global submete todas as inscrições. Ao final, todas as categorias das grandes empresas tiveram três finalistas. É uma satisfação perceber que, ao alcançar soluções de larga escala, as grandes empresas estão modificando sua relação com a sociedade e expandindo ações sustentáveis de desenvolvimento, que trazem retornos positivos para todos os envolvidos. E as pequenas e médias empresas não ficam atrás, cada vez mais engajadas e criando inovações de impacto.

 

Academia

A seleção segue os mesmos critérios aplicados à categoria EMPRESAS, utilizando ainda os direcionamentos dos Princípios para Educação Executiva Responsável das Nações Unidas (PRME), composto no Brasil por instituições de ensino, universidades corporativas e organizações de suporte, que compartilham da visão sobre formar lideranças responsáveis, preparadas para atuar no novo paradigma da sustentabilidade e seguir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O PRME é uma plataforma global das Nações Unidas (ONU) de engajamento voluntário para as escolas de negócios e outras instituições de ensino superior. Uma organização que adere ao PRME manifesta a sua convicção de que as instituições acadêmicas, por meio da integração de valores universais no currículo e pesquisa, podem contribuir para um mercado global mais estável e inclusivo, ajudando a construir sociedades prósperas e bem-sucedidas.

Em 2019, entre os 45 projetos válidos inscritos na categoria Academia, 13 conseguiram corresponder a todos os critérios e tiveram notas satisfatórias. Por fim, sete permaneceram como finalistas, sendo que dois estão focados no P Planeta, três no P Pessoas e dois no P Prosperidade.

 

SDG Pioneers - Jovem Profissional Brasil

O SDG Pioneers 2019 Young Professionals é uma iniciativa internacional do UN Global Compact que reconhece jovens líderes que atuam para promover os ODS em empresas engajadas na iniciativa. O vencedor da categoria SDG Pioners/ Jovem Profissional Brasil do Prêmio ODS é automaticamente finalista do reconhecimento global, que ocorre em Nova Iorque. O comitê de avaliação dos inscritos conta com especialistas com expertise em ODS, Inovação e Gestão de Empresas. Os candidatos devem incluir ao menos um ODS na descrição dos projetos, explicar o que foi abrangido e detalhar a contribuição pessoal na implementação dentro da empresa, os produtos e serviços que foram gerados pela iniciativa e seus respectivos impactos.  A comissão avaliadora considera cinco critérios:

1. Resultados do Negócio Sustentável, divididos em:

a) Sucesso Comercial

b) Impacto no Desenvolvimento Sustentável

2. Envolvimento com a Rede Local e/ou escritório do Pacto Global

a) Colaboração com a Rede Brasil ou com o UN Global Compact

b) Impacto da Colaboração

3. Inovação & Liderança do Processo

a) Inovação

b) Domínio do Processo

4. Negócio Responsável

a) Liderança do Negócio Responsável

b) Implementação

5. Estratégia & Ativismo

a) Criação da Estratégia

b) Mobilização de Apoio

Em 2019, entre as inscrições para o Prêmio SDG Pioneers/Jovem Profissional Brasil, 13 de 25 válidas foram aceitas – um total de 52%. Houve quatro finalistas.

 

Acesse o edital completo da edição 2019 AQUI.

Premiados

VENCEDORES DA EDIÇÃO 2019

 

Grandes Empresas

Eixo Parcerias - Ações Educativas de Eficiência Energética (Neoenergia)

Eixo Paz - Projeto Internet Sem Bullying (COPEL Telecom)

Eixo Prosperidade - Enel Compartilha Empreendedorismo (Enel Brasil)

Eixo Planeta - Living LAB em Campinas (CPFL Energia)

Eixo Pessoas – Projeto Florada (3 Corações)

 

Pequenas e Médias Empresas

Eixo Parcerias - Valorização da Neurodiversidade (Specialisterne Brasil)

Eixo Prosperidade - Brindes Upcycling (Netza Promoções e Eventos)

Eixo Planeta - Reciclagem a Seco de Embalagens Plásticas Contaminadas (Eco Panplas).

Eixo Pessoas - Estúdio Escola de Animação (Baluarte)

 

Academia

Eixo Prosperidade - Horticultura Orgânica em Comunidades Socialmente Vulneráveis no litoral do Paraná (Unespar)

Eixo Planeta - Horta Comunitária: Novos Caminhos e Saberes (Universidade Metodista de São Paulo)

Eixo Pessoas – Planejamentos de empreendimentos sociais - PUC-RJ/IAG Business School

 

Jovens Profissionais 

Juliana Oliveira (Nestlé)

 

FINALISTAS DA EDIÇÃO 2019

Categoria EMPRESA – Grande Empresa

 

Paz

Programa de Integridade CBM (Construtora Barbosa Mello)

Projeto Internet Sem Bullying (Copel)

Programa de Integridade (Compliance) das Empresas (Eletrobrás)

 

Planeta

Living Lab em Campinas (CPFL)

Tecnologia Geoespacial a serviço de uma agricultura sustentável na cadeia de grãos (AMAGGI)

Programa de resíduos sólidos (Klabin)

 

Parcerias           

Rally Social (B3)

CPFL Renováveis e o Selo Unicef (CPFL Renováveis)

Ações educativas de eficiência energética (Neoenergia)

 

Pessoas             

Projeto Florada (3 Corações)

VOA – transformando a realidade de ONGs no Brasil (Ambev)

Programa Matas Sociais (Klabin)

 

Prosperidade  

Enel Compartilha Empreendedorismo (Enel)

Agência SMART (Sicredi União PR)

Banrisul: veja, ouça e sinta (Banrisul)

 

Categoria EMPRESA – PME

Planeta

Movimento Greenk (Greenk)

Reciclagem a Seco de Embalagens Plásticas Contaminadas (Eco Panplas)

Plataforma Verde (Plataforma Verde)

 

Parcerias

The Schools Challenge | J.P. Morgan (Ageeo)

Valorização da Neurodiversidade (Specialisterne Brasil)

Projeto "Agentes de Proteção" (Triunfo Transbrasiliana)

 

Pessoas

PEC #EUFACOPARTE (NTICS Projetos)

Estúdio Escola de Animação (Baluarte Cultura)

 

Prosperidade  

Brindes Upcycling (Netza Promoções e Eventos Ltda)

Conexxão de impacto (Nexxera)

 

Categoria ACADEMIA

Planeta

Horta Comunitária: Novos Caminhos e Saberes (Universidade Metodista de São Paulo)

Projeto Mais Árvores Menos Poluição (Antonio Meneghetti Faculdade)

 

Pessoas

A ideia de uma vida melhor e a situação dos imigrantes e refugiados da região metropolitana de Maringá (UniCESUMAR)

Seminário de Contextualização (ISAE/ FGV)

Planejamento de empreendimentos sociais (PUC/ IAG Business School)

 

Prosperidade  

Horticultura Orgânica em Comunidades Socialmente Vulneráveis no litoral do Paraná  (Unespar)

Projeto Transbordar (ISAE/ FGV)

 

Categoria SDG PIONEERS – JOVENS PROFISSIONAIS BRASIL

Petrina Santos (Ageeo)

Maressa Bernardo (Foxtime)

Juliana Oliveira (Nestlé)

Salomão Lima (Totvs)

 

 

Os cases de empresas que atingiram pontuação mínima definida pelos critérios estabelecidos pela PwC passaram a fazer parte do Banco de Boas Práticas da Rede Brasil do Pacto Global.

Realização