Vantagem Competitiva

Para o alcance dos ODS, além do engajamento dos diversos atores da sociedade também serão necessários recursos financeiros. Sem eles, será difícil cumprir a agenda. Para financiar a implementação da Agenda 2030, existe um gap estimado de US $ 2,5 trilhões.

É hora de empresas e investidores verem os ODS como oportunidades de negócios. Eles mostram as principais tendências. O relatório Better Business, Better World aponta US$ 12 trilhões em oportunidades de negócios até 2030, apenas em quatro setores - alimentos e agricultura, cidades, energia e materiais, e saúde e bem-estar. A conquista dos ODS pode criar 380 milhões de novos postos de trabalho até 2030. De acordo com a IFC, o Acordo de poderá gerar, até 2030, quase US$ 23 trilhões em investimentos em tecnologias inteligentes relacionadas às questões climáticas, apenas considerando alguns mercados emergentes.

O Brasil possui vantagens comparativas nas áreas social e ambiental e tem potencial para transformar essas características em ganhos competitivos. E o Pacto Global, como interlocutor de uma parte significativa do setor privado em questões de sustentabilidade, quer trabalhar com diferentes atores para encontrar soluções para os desafios globais, bem como oportunidades de negócios.

O mercado já vem percebendo a importância do alinhamento dos negócios aos ODS. Larry Fink, CEO da Black Rock, que tem sob sua gestão três PIBs brasileiros, em suas duas últimas cartas anuais que envia aos CEOs das empresas que fazem parte de sua carteira, destacou a importância de se contribuir positivamente para a sociedade, ter um senso de propósito para prosperar a longo prazo, conseguir atingir seu pleno potencial e não perder a licença dada pelos públicos para que a organização opere. É muito emblemático ver um executivo como Fink com este posicionamento. Isso significa que, felizmente, o mundo vem mudando.

No Brasil, na série histórica, as ações das empresas que integram o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), da B3, têm performance superior às das demais organizações que fazem parte da bolsa de valores brasileira.

O mais amplo levantamento existente, divulgado em abril deste ano pela Aliança Global de Investimentos Sustentáveis (GSIA, na sigla em inglês), apontou que no início de 2018 havia US$ 30,7 trilhões aplicados em ativos de investimento sustentáveis nos cinco maiores mercados do mundo, o que indica crescimento de 34% em apenas dois anos. Nos EUA, US$ 1,00 a cada US$ 4,00 investidos já era aplicado em fundos sustentáveis no começo de 2018.

Conhecimento

 

 

 

Desenvolvimento de Projetos

Ampliação da Rede de Contatos