#ACEITAESTACANETA  #TAKETHISPEN    #ACTION4CLIMATE

 

 

A iniciativa Science Based Targets (SBTi) mobiliza as empresas para que adotem metas baseadas na ciência para a redução de suas emissões de gases de efeito estufa (GEE), impulsionando a transição rumo a uma economia de baixo carbono.  

As metas adotadas pelas empresas para reduzir as emissões de GEE são consideradas "baseadas na ciência" se estiverem de acordo com o que a mais atual ciência climática indica como necessário para que os objetivos do Acordo de Paris sejam alcançados: limitar o aquecimento global a muito abaixo dos 2°C com relação aos níveis pré-industriais, envidando todos os esforços possíveis para limitar esse aumento da temperatura global a 1.5°C. 

A SBTi foi criada e é implementada por quatro organizações parceiras – CDP, Pacto Global das Nações Unidas, WRI e WWF - que atuam coletivamente e globalmente para: 1) elaborar métodos e ferramentas; 2) engajar empresas e apoiá-las no processo de elaboração de suas metas; 3) avaliar e validar as metas; e 4) comunicar dados e informações relativos à iniciativa e às empresas participantes.  

Todos os métodos e ferramentas elaborados pela iniciativa Science Based Targets são públicos e podem ser acessados gratuitamente por qualquer empresa, seja ela parte ou não da iniciativa, por meio de seu website. A SBTi disponibiliza em seu website uma sessão completa de perguntas e respostas mais frequentes (FAQ), que pode ajudar as empresas no processo de compromisso e elaboração de metas.  

 

Uma empresa torna-se comprometida com a iniciativa Science Based Targets por meio da assinatura de uma carta compromisso (Passo 1), documento em que a empresa indica que está se comprometendo a elaborar uma meta de redução de emissões de gases de efeito estufa de forma alinhada à ciência.  

A iniciativa disponibiliza três tipos de carta compromisso: 

  1. Carta compromisso padrão: Standard Commitment Letter
  2. Carta compromisso alinhada à ambição de temperatura de 1.5°C: Business Ambition for 1.5°C Commitment Letter
  3. Carta compromisso para PMEs: SME Target Setting Letter 

Qual carta minha empresa deve assinar? 

Todas as empresas são convidadas a assinar a Carta Compromisso Padrão. Porém, encorajamos as empresas a se comprometerem com o mais alto nível de ambição possível assinando a Carta Compromisso de 1.5°C, relacionada à campanha Business Ambition for 1.5

As pequenas e médias empresas (PMEs) - definidas pela SBTi como empresas não subsidiárias, independentes e que empregam menos de 500 funcionários - são convidadas a se comprometer com a iniciativa por meio da assinatura da Carta Compromisso para PMEs. Esta opção permite às PMEs estabelecer uma meta baseada na ciência já no momento da assinatura da carta compromisso, escolhendo entre as duas metas pré-definidas e disponibilizadas nessa carta. Para saber mais sobre essa rota exclusiva para PMEs, clique aqui

Assinada a carta compromisso, a empresa deve iniciar o processo de elaboração de suas metas (Passo 2). Para isso, a SBTi disponibiliza um conjunto de recursos que sistematizam as principais informações técnicas e critérios da iniciativa, sendo os principais deles: 

  1. Foundations of Science-Based Target Setting: como os métodos de elaboração das metas foram elaborados
  2. Target Setting Manual: como elaborar uma meta SBT
  3. SBTi Criteria: critérios para elaboração de uma meta SBT
  4. Target Validation Protocol: critérios para avaliação e validação da meta
  5. SBTi Tool: ferramenta em excel para cálculo da meta 

Finalizado o processo de elaboração das metas, a empresa deve encaminhá-las para avaliação e validação, preenchendo o formulário de validação de metas (Passo 3). O processo de avaliação é feito em até 30 dias úteis e, caso a empresa não seja aprovada, é possível fazer uma revisão de suas metas a partir dos feedbacks fornecidos pela equipe e submeter a meta para avaliação mais uma vez.  

Com as metas aprovadas, a empresa deve torná-las públicas (Passo 4) em seu site, relatório de sustentabilidade e/ou outros meios, de forma que essa informação fique disponível para todos os stakeholders interessados. As metas também passam a constar no website da iniciativa e das organizações parceiras.  

Observação: A SBTi reserva-se o direito de realizar um processo de due diligence antes de aceitar as cartas compromisso assinadas. Isto se aplica a todos os compromissos da SBTi, incluindo aqueles recebidos por meio da campanha Business Ambition for 1.5°C.

Destaca-se abaixo alguns dos critérios a serem observados para elaboração de metas SBT, ressaltando-se que a lista completa de critérios deve ser consultada no documento SBTi Criteria

Nível de ambição (escopo 1 + 2): No mínimo - consistente com o nível de descarbonização necessário para manter o aumento da temperatura global muito abaixo dos 2 °C, incentivando esforços em direção a 1,5 °C. 

Progresso: a ambição do período escolhido (ano base para o ano alvo) e a ambição em perspectiva (ano mais recente para o ano alvo) devem atender aos critérios de ambição. 

Limite: todas as emissões de GEE do escopo 1 e 2 de toda a empresa (> 95%); 

Prazo: 5-15 anos no futuro; 

Relatórios: Divulgação anual do inventário de emissões de GEE. 

Escopo 3: Uma meta de escopo 3 é necessária quando as emissões nesse escopo forem > 40% do total de emissões. 

 

Para saber mais 

Para saber mais sobre a iniciativa Science Based Targets, assista ao webinar realizado para empresas brasileiras (em português) e acesse o site da iniciativa. 

É de uma empresa do setor elétrico? Assista ao webinar sobre Science Based Targets para geradores de energia. 

Ficou interessado(a)? 

Entre em contato com Lígia Ramos no email clima@pactoglobal.org.br  

Agências das Nações Unidas e organizações empresariais e sociais se uniram para fazer uma chamada coletiva para que as empresas reduzam suas emissões de gases de efeito estufa para limitar o aumento da temperatura global em 1.5°C acima dos níveis pré-industriais. O chamado para a ação pode ser encontrado neste link.

Esses compromissos são feitos com base em critérios científicos, estabelecidos pela Science Based Targets Initiative (SBTi).

SBTi é resultado de uma parceria entre CDP, Pacto Global da ONU, World Resources Institute (WRI), WWF e We Mean Business. 

 

COMO FUNCIONA?

Engajamento formal com a Campanha Our Only Future

A principal liderança da empresa deve assinar o compromisso global com a campanha e com a SBTi: encontre as duas cartas aqui

Uma cópia digital dos documentos firmados deve ser enviada para ambition@sciencebasedtargets.org 

Dúvidas?

 

Reconhecimento internacional

No site oficial da campanha, sua empresa será reconhecida, assim como o CEO

Divulgações realizadas no Brasil, pela Rede Brasil do Pacto Global, e no exterior, pelo Pacto Global – imprensa, mídias sociais e para integrantes da iniciativa

 

#ACEITAESTACANETA

 

Recrutamos influenciadores dispostos a aderir ao projeto – CEOs, celebridades, influenciadores digitais.  Essas pessoas recebem a caneta e fazem um chamado em suas mídias sociais, mostrando que com esse simples instrumento as empresas podem ajudar a conter as mudanças do clima. 

Queremos engajar para esta causa muitas empresas brasileiras, estimulando-as a assinar o compromisso pelo clima!

"Cada 0.1 grau importa. Juntos, podemos evitar uma catástrofe climática. Tire uma foto ou faça um vídeo com esta caneta e poste no Instagram (ou outra rede social) usando a #aceitaestacaneta. Junte-se à Rede Brasil do Pacto Global e mobilize CEOs de todo o mundo, para mais empresas assinarem o compromisso pelo clima. Com a ajuda deles, podemos limitar o aumento da temperatura global em 1,5 °C. Todos sabemos que é hora de agir.  Ofereça sua caneta para alguém e ajude a espalhar a mensagem. E você? Aceita esta caneta?"

 
 

QUEM JÁ ADERIU NO BRASIL?

EMPRESAS BRASILEIRAS: Klabin, Malwee, Natura, Uxua Casa Hotel & Spa, Nogueira, Elias, Laskowski, Matias Advogados, Ecopanplas, Lojas Renner, Ambev, Baluarte Cultura. 

 

 

 

 

 

 

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

Grupo Boticário
MRV
Klabin