Fórum da Juventude e Inovação reúne 150 jovens de todo o mundo 

Julho de 2022 - Durante a Conferência do Oceano da ONU 2022, realizada em Portugal, foi realizado o evento especial Fórum da Juventude e Inovação, de 24 a 26 de junho, com o objetivo de promover um diálogo e inovação com os jovens do mundo todo, sobre as diversas temáticas e desafios relacionados com o Oceano.     

O Pacto Global da ONU no Brasil marcou presença no evento, que reuniu jovens de 18 a 35 anos, envolvidos em um ambiente desafiador para proporcionar o desenvolvimento de soluções em cinco grandes temas: diminuição das emissões de poluentes do setor marítimo; pesca/exploração sustentável; energias renováveis oceânicas; mapeamento do oceano; e interrupção da entrada de resíduos no oceano. Como parte de um exercício lúdico idealizado pela organização do fórum, os jovens tiveram 24 horas para preparar seus projetos e apresentações com alternativas para encontrar soluções para resolver as questões que envolvem esses cinco temas.   

A Gerente da Plataforma de Ação pela Água e Oceano, Maitê Leite, e a Coordenadora do projeto Blue Keepers, Gabriela Otero, foram convidadas a integrar a equipe de mentores e mentoras dos 150 jovens selecionados pelas organizações Sustainable Ocean Alliance e Pacto Global da ONU para participar presencialmente do fórum na cidade de Cascais, em Portugal. A equipe da Plataforma de Ação pela Água e Oceano que esteve no evento apoiou os grupos relacionados para buscar soluções para o combate ao lixo no mar.  

Praticamente todos os discursos de chefes de estado ali presentes para prestigiar o fórum da juventude enfatizaram a importância da juventude como protagonista para buscar soluções para enfrentar a crise oceânica. Para o secretário-geral das Nações Unidas, Antônio Guterres, ainda estamos indo pela direção errada, e devemos tomar novas atitudes e agir de forma diferente por meio da inclusão da sustentabilidade. “Precisamos considerar os milhares de anos de conhecimento acumulado pelos povos indígenas. O tempo da propaganda já acabou, é tempo para ação”, disse.    

A ministra de Energia do Quênia, Monica Juma, avaliou que “está claro que não temos tempo, que precisamos de escalabilidade (das soluções) e não é suficiente falarmos entre nós, precisamos espalhar o conhecimento que já temos”. O país africano copresidiu a Conferência ao lado de Portugal.  

António Guterres encerrou o Fórum da Juventude e Inovação com um pedido de desculpas às novas gerações, pela falta de atenção dada pelas gerações anteriores e agentes políticos ao oceano. “Eu quero pedir desculpa, em nome da minha geração, à sua geração, sobretudo ao estado do oceano, da biodiversidade e das alterações climáticas”, disse. 

Dos 30 grupos de jovens que desenvolveram propostas e soluções para os temas definidos, dois grupos foram premiados e ganharão R$ 15 mil cada, além de bolsas de estudos na NOVA School of Business and Economics e duas vagas de estágio na Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco). O primeiro projeto visa transformar espécies invasoras do oceano em produtos mais sustentáveis, revertendo parte do lucro em impacto social para as comunidades; e o segundo tem o objetivo de transformar a relação das comunidades com o plástico, gerando renda e resolvendo problemas de habitação.  

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, destacou que a participação dos jovens não termina com o fim da Conferência. “Combater as mudanças climáticas, lutar pelo oceano é lutar por equidade. Estamos correndo contra o relógio, precisamos de suporte global, liderança e acordos multilaterais. Temos que criar pontes, trabalhar todos juntos e os jovens são chave para isso”, disse.    

O evento contou ainda com a presença do enviado especial da ONU para o Oceano, Peter Thomson, e do ator Jason Momoa, estrela de cinema e ativista do oceano, que na ocasião foi nomeado pela ONU Meio Ambiente como Defensor do ODS 14, de proteção à vida embaixo da água. Jason Momoa usará a sua voz para ajudar a aumentar a conscientização sobre a urgência de #SalvarOsOceanos. “Com esta designação, espero continuar a minha própria jornada para proteger e conservar o oceano e todos os seres vivos no nosso belo planeta azul, para a nossa geração e as gerações futuras”, disse ele. 

Bem-vindo à família da ONU, Jason Momoa! 

Assembleia Geral Ordinária
Pacto Global da ONU no Brasil apresenta casos de sucesso e soluções para questões ambientais, sociais e de governança na sede da ONU, em NY
Pacto Global da ONU no Brasil realiza evento em Nova York para debater os ODS no país com participações de Luciano Huck e grandes lideranças empresariais brasileiras e internacionais

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

AEGEA
Ambipar
Klabin
MRV