Pacto Global da ONU Brasil lança o Observatório 2030 para ajudar a acompanhar no cumprimento de metas dos ODS pelas companhias

Maio de 2022 - Com o lançamento da estratégia Ambição 2030, iniciativa formada por sete grandes Movimentos criados para ajudar as empresas a alcançarem as metas propostas pela Agenda 2030, o Pacto Global da ONU Brasil, em parceria com a consultoria Resultante, apresenta para o público a plataforma Observatório 2030, com dados e evidências da ciência para fortalecer os compromissos empresariais na busca pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).  

A plataforma inclui o monitoramento de compromissos públicos já divulgados pelas companhias relacionados à sustentabilidade e a produção de conhecimento sobre o avanço para os ODS. Além do Pacto Global, o desenvolvimento e execução do projeto tem como parceiros Ministério Público do Trabalho, CDP (Carbon Disclosure Project), ONU Mulheres, USP, Insper, PRME (Principles for Responsible Management Education) e Falconi e outros por vir.   

O público já pode acompanhar no site do Observatório 2030, que foi desenvolvido pela Colírio Design, os dados públicos referentes a compromissos de clima, de gênero e étnico-racial, também ligados aos Movimentos Ambição Net Zero, Elas Lideram 2030 e Raça é Prioridade. 

Em relação a gênero, das 82 empresas atualmente analisadas, somente 15 empresas reportaram os dados de colaboradoras negras no quadro funcional: BRF, Cemig, Cielo, Cosan, Dexco, Energias BR, Equatorial, Itaú Unibanco, JSL, Movida, Raia Drogasil, Raízen, Sul America, Vamos e Via. Em percentual de mulheres, em todos os cargos (conselho, diretoria executiva, diretoria, gerência e coordenação), o maior número é das empresas signatárias dos WEPs (Women’s Empowerment Principles). Os Princípios de Empoderamento das Mulheres orientam as corporações a adaptar as políticas existentes ou criar práticas para trabalhar elementos-chave para a promoção da igualdade entre homens e mulheres no local de trabalho, no mercado, em sua cadeia de valor e na sociedade. Vale destacar que menos da metade das empresas analisadas aderem ao compromisso (43,9%). O setor de Saúde e Educação representa o maior número de mulheres no quadro funcional (71%) embora este número não se reflita em cargos de alta liderança (com 6,4% nos Conselhos e 13,3% em Diretoria Executiva).  

No tema clima, o destaque são os compromissos estabelecidos com o intuito de mitigar os impactos negativos das mudanças climáticas. Embora o discurso esteja em voga no setor empresarial, são poucas as empresas analisadas que são signatárias do Science-Based Targets initiative (SBTi), Business Ambition for 1.5 ou o Race to Zero, as principais organizações e referências do tema. Apenas duas companhias (Klabin e EDP Brasil) tiveram pelo menos uma de suas metas de redução de emissões aprovadas pela SBTi, o que significa que apenas essas empresas, dentre as analisadas, adotaram metas certificadamente baseadas na ciência. 

“Precisamos cada vez mais que as empresas assumam compromissos e tenham metas. É assim que a gente muda o ponteiro. E muito mais do que metas financeiras, precisamos ter metas em temas como clima, direitos humanos, água, anticorrupção, saúde mental. Ouvimos muito falar de ESG, mas precisamos ser ESG de fato. E precisamos mostrar para o público quais são esses compromissos públicos e precisamos monitorá-los. É por isso que o Observatório 2030 é tão importante. Queremos que o público em geral e as próprias empresas saibam quem e o que estão fazendo para contribuírem para os ODS. Todos temos a nossa parte nessa agenda. E o Pacto Global da ONU também está de olho no que está sendo feito”, explicou Carlo Pereira, CEO do Pacto Global da ONU Brasil.  

O Observatório 2030 é supervisionado por um Conselho Consultivo, que estabelece as prioridades estratégicas da iniciativa, governança e infraestrutura, que atualmente conta com Carlo Pereira, CEO do Pacto Global da ONU Brasil, Maria Eugênia Buosi, CEO da Resultante ESG, Glaucia Terreo, Especialista em Ferramentas de Gestão ESG/Sustentabilidade, e Thiago Mascarenhas, Especialista em Estratégia, Governança e Sustentabilidade da Falconi. 

Fazem parte da Ambição 2030 os seguintes Movimentos: Mente em Foco, Elas Lideram 2030, +Água, Salário Digno, Raça é Prioridade, Ambição Net Zero e Transparência 100%, que tratam de questões relacionadas à saúde, direitos humanos, clima, acesso à água e anticorrupção. Atualmente, mais de 150 empresas já se comprometeram com pelo menos uma dessas iniciativas. Todos esses compromissos serão monitorados pelo Observatório 2030.

Saiba mais.


Estudo do Pacto Global da ONU no Brasil revela que brasileiro pode contribuir com 16kg de plástico no mar por ano
[Artigo] Dia 28 de junho celebramos e refletimos sobre o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+
Pacto Global da ONU no Brasil participa de Encontro Nacional Contra a Fome da Ação da Cidadania

NOSSOS PARCEIROS

APOIADORES INSTITUCIONAIS

AEGEA
Ambipar
Klabin
MRV