Economia de zero carbono e metas baseadas na ciência entram na pauta da Semana do Clima de Salvador

Setor empresarial brasileiro participa de debates sobre a mudança do clima com a Rede Brasil do Pacto Global

26 de agosto de 2019 - A Rede Brasil do Pacto Global levou o setor empresarial brasileiro à Semana do Clima de Salvador, que aconteceu entre 19 e 23 de agosto. Os eventos promovidos pela Rede, através do seu Grupo Temático de Energia e Clima, discutiram a economia de zero carbono e a necessidade de engajamento com as metas baseadas na ciência para conter a mudança do clima.

Na segunda-feira, 19 de agosto, a Rede Brasil e a Abiquim apresentaram um debate sobre a adaptação da indústria química à mudança do clima e as oportunidades econômicas para uma economia de baixo carbono. Também participaram as instituições: Ministério da Economia, ICCA, GIZ German Institute, CPLC do The World Bank, e CNI. Em seguida, Rede Brasil do Pacto Global, WWF, CDP Latam, e Klabin promoveram um workshop explicativo sobre as metas para o clima baseadas na ciência.

No dia seguinte, foi a vez de discutir como negócios e governo podem contribuir para uma economia de carbono zero, em evento da Rede Brasil em parceria com a MRV. Participaram: Braskem, CEPAL, Schneider Electric, WayCarbon, GIZ, Scania, ERM, Amaggi, ISA CTEEP, South Pole, Coalizão Brasil Clima, IPAM Amazônia, CDP. Por fim, a Iniciativa Empresarial em Clima realizou um jantar para promover networking entre seus membros e discutir suas frentes de atuação.

Campanha para engajar setor empresarial com metas baseadas na ciência

Em julho, o Pacto Global e suas redes locais lançaram uma campanha para engajar o setor empresarial a limitar o aumento da temperatura global a 1.5º C acima dos níveis pré-industriais, e chegar ao objetivo de zero emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) antes de 2050. A meta atende ao mais recente relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (em inglês, Intergovernmental Panel on Climate Change, ou IPCC), que alertou para consequências catastróficas caso o aumento global de temperatura exceda 1.5 °C.

Ao menos 28 empresas globais com um capital total de US$ 1,2 trilhão se engajaram com esta campanha através de um compromisso público. Elas empregam mais de um milhão de funcionários, e mobilizam 15 setores econômicos em mais de 15 países. O objetivo da Rede Brasil do Pacto Global é engajar 100% de seus integrantes com as metas baseadas na ciência. Além desta campanha, a Rede também promove o Action4Climate Brazil, um programa composto por projetos e ações nas frentes de mitigação, adaptação e meios de implementação – que se referem a finanças climáticas e engajamento em políticas públicas.

Conheça outras ações do GT Energia e Clima da Rede Brasil do Pacto Global.

Avaliação de Risco de Corrupção (edição São Paulo)
Oficina de precificação de carbono (edição Recife)
Oficina de precificação de carbono (edição Curitiba)
Oficina de precificação de carbono (edição SP)
Webinar Gender Gap Analyzes
Workshop SDG Compass (edição Campinas)
Oficina Imagina2030
Frente Action4Climate lança capacitação em Precificação de Carbono
Projeto Empoderando Refugiadas dá as boas-vindas às novas participantes
SDG Compass: Setor Infraestrutura
Treinamento: Vieses inconscientes e Mercado de Trabalho
Fundador da Organização Mundial do Banheiro participa de evento de lançamento do World Toilet Summit