Organização:
Specialisterne Brasil

Região:
Sudeste, Sul

ODS Principal:
Redução das Desigualdades

Outros ODS:
8

Valorização da neurodiversidade (Finalista do Prêmio ODS) - Specialisterne Brasil

A inclusão de pessoas com autismo ou portadoras da síndrome de Asperger no mercado de trabalho representa um desafio, dada a dificuldade de comunicação e interação social e do desconhecimento das empresas do potencial produtivo desse grupo. Muitas vezes, mesmo grandes organizações não possuem processos de gestão adaptados para a inclusão. Para fazer frente ao problema, a Specialisterne Brasil desenvolveu uma metodologia adaptável às realidades de cada local, com a definição de fluxos, indicadores de verificação e controle, análise de resultados, assim como treinamento constante de pessoal. 

Por meio do programa Valorização da Neurodiversidade, a organização desenvolve planos individuais para pessoas neurodiversas, com metas preestabelecida para que no término da iniciativa, que leva cinco meses, os objetivos sejam atingidos. O foco é voltado às habilidades e necessidades de cada um dos participantes, ressaltando os seus diferenciais – excelente memória, facilidade de raciocínio lógico e de manter a atenção prolongada no desempenho de uma tarefa, habilidade para detectar erros e padrões repetitivos, perseverança e honestidade. Isso permite que elas tenham um rendimento acima da média em determinadas atribuições e, dessa forma, representa um diferencial competitivo para o mercado de trabalho.    

 

Resultado

Graças à Valorização da Neurodiversidade, é possível conciliar as capacidades das pessoas neurodiversas com as oportunidades oferecidas pelo mercado de trabalho – especialmente em áreas como tecnologia da informação (TI) e tarefas administrativas. Em seus três anos de atuação no país, a Specialisterne Brasil formou 97 pessoas, sendo que 75 delas conseguiram oportunidades de emprego – uma taxa de 77,3% de inclusão profissional – em projetos realizados em São Paulo (SP), São Leopoldo (RS) e Rio de Janeiro (RJ). A taxa de retenção dos profissionais com autismo é de 93%. O programa também contou com as parcerias de empresas como Banco Carrefour, Banco Votorantim, Braskem, CCEE, Diversey, Dow Química, Fleury,Iguatemi, Itaú Unibanco, J.P. Morgan, Kantar-Ibope, SAP e Telefônica-Vivo.

Projetos para mudar o mundo (Finalista Prêmio ODS)
Vida nova para as matérias-primas (Finalista do Prêmio ODS)
Estímulo à imaginação (Finalista do Prêmio ODS)
Preservação ambiental na sala de aula (Finalista do Prêmio ODS)
Contra a exploração sexual (Finalista do Prêmio ODS)
Valorização da neurodiversidade (Finalista do Prêmio ODS)
Educação para a sustentabilidade (Finalista do Prêmio ODS)
Controle e segurança no gerenciamento ambiental (Finalista do Prêmio ODS)
Plástico limpo e seguro (Finalista do Prêmio ODS)
O desafio do lixo eletrônico (Finalista do Prêmio ODS)
Acessibilidade e inclusão (Finalista do Prêmio ODS)
O poder das finanças locais (Finalista do Prêmio ODS)