Organização:
Neoenergia

Região:
Nordeste

ODS Principal:
Energia Acessível e Limpa

Outros ODS:
4, 12, 13, 17

Sustentabilidade na sala de aula (Finalista do Prêmio ODS) - Neoenergia

 

O enfrentamento aos efeitos das mudanças climáticas e a migração rumo a uma economia de baixa utilização de combustíveis fósseis pressupõem uma sociedade que compreenda a necessidade de adotar novos padrões de consumo de energia, mais racionais e sustentáveis. A educação ocupa um papel-chave, preparando de forma adequada as novas gerações para a importância da mudança nos hábitos, estimulando a proteção ambiental. Com esse objetivo, a Neoenergia desenvolve ações educativas que permitam a crianças e adolescentes discutirem o uso eficiente dos recursos energéticos e adotarem uma consciência mais voltada ao meio ambiente. 

Uma dessas iniciativas é o Festival Tô Ligado na Energia, voltado a estudantes nos níveis fundamental 2 e médio da rede pública, e que dissemina conceitos ambientais e de sustentabilidade por meio de medidas de combate ao desperdício de energia elétrica. São realizadas atividades dinâmicas, oficinas e tarefas, que envolvem não apenas as crianças e adolescentes, mas também seus familiares e os integrantes de suas comunidades. Os alunos são treinados por quatro semanas, e incentivados a escrever textos e a gravar vídeos para blogs e redes sociais. Além disso, o festival inclui peças teatrais, músicas, produção de cartilhas e de materiais diversos.

 

Resultado

Foram também criados materiais pedagógicos para crianças de 3 a 10 anos, utilizando um kit inspirado nos personagens indígenas Paxuá e Paramim, desenvolvidos pelo cantor Carlinhos Brown. Dessa forma, se aliaram ações voltadas ao desenvolvimento de atitudes e comportamentos que impactem positivamente nos estados onde a Neoenergia atua.

A ação ocorre desde 2016 e tem apresentado resultados positivos. Até o final de 2018, mais de 15 mil estudantes de 26 escolas foram capacitados, impactando 60,5 mil unidades consumidoras de energia elétrica. O projeto envolvendo os personagens Paxuá e Paramim atingiu 38 mil crianças. Dessa forma, foi possível incentivar a construção de uma cultura do uso racional e seguro da energia elétrica – o que é essencial para se desenvolver a percepção das crianças e jovens de que são agentes transformadores, capazes de contribuir positivamente para o meio ambiente. 

 

Projetos para mudar o mundo (Finalista Prêmio ODS)
Vida nova para as matérias-primas (Finalista do Prêmio ODS)
Estímulo à imaginação (Finalista do Prêmio ODS)
Preservação ambiental na sala de aula (Finalista do Prêmio ODS)
Contra a exploração sexual (Finalista do Prêmio ODS)
Valorização da neurodiversidade (Finalista do Prêmio ODS)
Educação para a sustentabilidade (Finalista do Prêmio ODS)
Controle e segurança no gerenciamento ambiental (Finalista do Prêmio ODS)
Plástico limpo e seguro (Finalista do Prêmio ODS)
O desafio do lixo eletrônico (Finalista do Prêmio ODS)
Acessibilidade e inclusão (Finalista do Prêmio ODS)
O poder das finanças locais (Finalista do Prêmio ODS)