Tag: Jorge Soto
23 Janeiro 2015 - 19:46, by , in Sem categoria, No comments
Transparência, ética, inovação e disposição para atuar em parceria pelo desenvolvimento sustentável: as principais mensagens do Encontro Anual da Rede Brasileira do Pacto Global 2014 também servirão de estímulo para a atuação da rede ao longo de 2015. O registro em vídeo traz entrevistas com os principais convidados nacionais e internacionais do evento – realizado...
O lançamento do Collaboration Lab do Brasil conectou empresas e organizações de diversos portes com um objetivo comum: desenvolver futuros projetos em parceria que apontem para soluções inovadoras em água e saneamento. Realizado no espaço de coworking da FIAP no dia 18 de novembro, em São Paulo, o evento reuniu cerca de 70 representantes de corporações, PMEs, startups, governo e ONGs signatárias do Pacto Global das Nações Unidas, que discutiram a importância da água para a sustentabilidade dos seus negócios e para a sociedade. Organizado pela Rede Brasileira do Pacto Global, pelo United Nations Global Compact e pela Venture Partners do Brasil, o objetivo do encontro foi a formação de redes de conhecimento para a troca de informações e compartilhamento de projetos, especialmente entre corporações e PMEs, com foco no fomento à inovação. “Esta é uma grande oportunidade para inserção das empresas no panorama de inovação local, podendo assim aumentar o impacto e a escala de suas ações de sustentabilidade”, completou Renata Seabra, diretora executiva da Rede Brasileira do Pacto Global. ddadasdasdasUma conversa entre Marcos Lisboa Cintra (VP Insper) e Pedro Wongtschowski (Presidente Conselho de Administração CNPEM e EMBRAPII), mediada por Weber do Amaral (VPB e USP), abriu os debates do dia. Para Pedro, o Brasil tem um imenso potencial de inovação tecnológica ainda sub-aproveitado. Para Marcos Lisboa, o governo precisa avançar na regulação tributária para o setor privado. “O Brasil precisa melhorar o ambiente de negócios com regras mais simples e menos tempo com a burocracia”, comentou. Potencial de parcerias A programação do evento compartilhou casos de empresas abertas ao fortalecimento de parcerias. Marcos Locatelli apresentou a Redox Ambiental, que foi concebida por pesquisadores egressos da Unicamp. A startup investe em pesquisa e inovação de produtos e serviços para tratamento de passivos ambientais em solos e água subterrânea. Segundo Marcos, a técnica elimina contaminantes emergentes (fármacos, hormônios, nanomateriais, etc) com maior eficiência e menor custo em relação aos métodos convencionais, mas há dificuldade para conhecer os problemas práticos enfrentados pelas grandes empresas. Guilherme Castagna falou sobre a experiência da Fluxus Design Ecológico, que desenvolve soluções para melhorar a eficiência de todo o ciclo da água em projetos arquitetônicos. Um dos parceiros da Fluxus é a associação sem fins lucrativos OIA (O Instituto Ambiental), especializada em tratamento de água por meio de biodigestores. A Natura mostrou disposição para atuar com empreendedores, pesquisadores e universidades. O Natura Campus é uma das ferramentas criadas para estimular a inovação aberta em diálogo com a comunidade cientifica. Segundo Ines Francke, gestora de Tecnologias Sustentáveis, a empresa quer mensurar a “pegada hídrica” no ciclo de todos os seus produtos, buscando aumentar o impacto positivo na sociedade. A Whirpool, representada pelo diretor de Sustentabilidade Vanderlei Niuhes, sinalizou disposição para novos projetos com foco na sustentabilidade da água. “Somente através da parceria e dos processos colaborativos é possível fazer a diferença”, disse. Antonio Calcagnotto, diretor de Assuntos Corporativos da Unilever, informou que a empresa pretende dobrar de tamanho reduzindo sua pegada ambiental pela metade. Business Café Facilitadores Daniel Izzo (Vox Capital) e Karine Bueno No período da tarde, os participantes circularam por oito mesas de trabalho orientadas por facilitadores com reconhecida atuação no mercado. Pesquisa e Desenvolvimento, capital humano, investimentos, infraestrutura e governança foram alguns dos temas discutidos. O debate permitiu mapear interesses mútuos para futuros projetos colaborativos e inovadores. Diversos grupos identificaram a educação como prioridade. A redução de impacto ambiental por meio da logística reversa também foi citada, entre outros tópicos. No encerramento do dia, Alexandre Comin, diretor de Competitividade do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, deixou uma mensagem positiva quanto às expectativas de atuação do setor privado. Segundo ele, a atual crise hídrica no país reforçou que o saneamento também é uma responsabilidade das empresas. Nos próximos meses, com mentoria do grupo de facilitadores, o Collaboration Lab do Brasil pretende fomentar as ideias com maior potencial de escala. “Esperamos que o encontro gere resultados práticos, para que daqui a um ou dois anos possamos mostrar resultados”, disse Renata Seabra, da Rede Brasileira do Pacto Global. Para concluir, Renata incentivou a adesão do grupo às plataformas globais de apoio ao Collaboration Lab, como o Social Enterprise Action Hub – Gateway 2.0 (captação de investimentos), o Business Partnership Hub (estímulo à novas parcerias), e o CEO Water Mandate (compromisso com a gestão sustentável da água). Acesse a galeria de imagens do evento no Flickr. Por Júlia Tavares, da Rede Brasileira do Pacto Global
4 Dezembro 2014 - 2:26, by , in Sem categoria, No comments
No dia 3 de dezembro, na Casa da ONU, em Brasília, tomou posse a nova diretoria do Comitê Brasileiro do Pacto Global, apoiado pela Organização das Nações Unidas. As cinco empresas eleitas para o período 2015-2016 são Basf, Beraca, Grupo Abril, Grupo Libra e Itaú Unibanco. A presidência da entidade estará a cargo do Grupo...
29 Agosto 2014 - 1:44, by , in Sem categoria, No comments
Quais os principais desafios e oportunidades para o setor privado a partir da Agenda Pós-2015 das Nações Unidas? Quais os meios mais eficazes para efetivar o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)? Esse debate mobilizou 80 representantes de empresas brasileiras e de organizações da sociedade civil na consulta pública Diálogo inclusivo, realizado pela Rede...
25 Junho 2014 - 23:35, by , in Sem categoria, No comments
Realizado em Adis Abeba, Etiópia (África), de 9 a 13 de junho, o XII Fórum Anual de Redes Locais do Pacto Global apontou os rumos do crescimento do Pacto Global ao redor do mundo, destacou boas práticas locais e promoveu discussões sobre os desafios para o desenvolvimento sustentável. Com 38 redes locais presentes, a programação...
21 Maio 2014 - 19:53, by , in Sem categoria, No comments
Sociedade civil, gestores públicos, especialistas e convidados internacionais se reúnem em Brasília de 21 a 23 de maio durante a Arena da Participação Social, evento promovido pelo PNUD e Secretaria da Presidência da República. A programação traz painéis sobre os avanços dos ODM no Brasil, oficinas e mostras de projetos, assim como debates sobre as...
9 Maio 2014 - 19:46, by , in Sem categoria, No comments
Por Jorge Soto* Dado o contexto econômico global, a crescente chegada de transnacionais ao Brasil e o crescente número de empresas brasileiras se internacionalizando, a tradução de uma obra como “Quando Negócios Não São Apenas Negócios – As Corporações Multinacionais e Os Direitos Humanos”, de John Ruggie, traz preciosas contribuições para o debate sobre o...
17 Dezembro 2013 - 15:36, by , in Sem categoria, No comments
Em entrevista ao blog Parceiros do Planeta, Jorge Soto, atual presidente da entidade no Brasil, fez uma avaliação do trabalho da rede, falou sobre os principais projetos e quais os grandes desafios para os próximos dez anos. Quais foram as principais realizações da Rede Brasileira nestes dez anos? O Pacto Global ajudou muito a trazer o lado social para...