Mudança do Clima e Igualdade de Gênero são prioridades para o Pacto Global

Promover programas que estimulem uma economia de baixo carbono, atenção às mudanças do clima, igualdade de gênero no mercado de trabalho e um alinhamento crescente com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) são os principais pontos a serem trabalhados pelo Pacto Global em 2019. Nesta terça-feira (25), foi a primeira vez que o Board, instância máxima da organização, reuniu-se presencialmente para discutir os rumos da iniciativa e suas próximas ações. O Conselho é liderado pelo secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, por Bola Adesola (CEO do Standard Chartered Bank Nigeria) e por Paul Polman (CEO da Unilever). A Rede Brasil possui um protagonismo dentro da instância, pois o secretário-executivo, Carlo Pereira, representa as quase 80 redes locais no Board.

O papel das empresas para o cumprimento da agenda global de sustentabilidade é um consenso hoje dentro da ONU. Guterres ressaltou esse desafio, assim como a importância das redes locais para que isso ocorra de fato. “As redes locais são as responsáveis por implementar em mais de 100 países os programas de sustentabilidade do Pacto Global em conjunto com o setor privado”, disse Pereira.

Outro ponto importante e prioritário será a promoção de propostas que estejam ligadas à sustentabilidade financeira. Ou seja, criar um ambiente de crescimento econômico sem que, para isso, haja violações ambientais ou de direitos humanos.

Deixe uma resposta