Energia & Clima

O Grupo Temático de Energia e Clima (GTEC) surgiu em 2015 e trabalha à luz do ODS 7 (Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos) e do ODS 13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima), desenvolvendo atividades e projetos especialmente voltados para mitigação, adaptação e financiamento climático.

Em dezembro de 2015, o Acordo de Paris foi assinado, indicando o compromisso das nações signatárias para adotar uma economia de baixo carbono até o fim deste século, com o principal objetivo de manter o aumento da temperatura média global abaixo de 2°C. O Brasil, por meio da sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC, sigla em inglês), se comprometeu a reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 37% até 2025 e apresentou o indicativo de redução de 43%, até 2030 (ano base 2005). Para atingir as metas nacionais e globais, o envolvimento do setor empresarial será crucial, em especial o de energia, que precisará combinar o aumento na demanda com a mitigação de suas emissões. Ao mesmo tempo, é um dos setores com maior potencial para apresentar soluções.

 

PROJETOS EM ANDAMENTO

Aplicação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável no Setor Elétrico Brasileiro – Fase II

Esta será a segunda fase do projeto, que em sua primeira etapa gerou uma pesquisa (Integração dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável no Setor Elétrico Brasileiro”), a qual mostrou a aderência do setor elétrico brasileiro em relação aos ODS. Agora, a ideia é eleger alguns ODS prioritários e entender o que as empresas estão fazendo em relação a eles e como se encontram em cada indicador. Os resultados desta pesquisa servirão de base para a elaboração de metas quantitativas comuns.

Adaptação na Cadeia de Valor

A Rede Brasil quer ampliar as medidas de adaptação às mudanças do clima por meio do engajamento da cadeia de valor dos seus membros. A primeira etapa do programa será o levantamento de cenários de vulnerabilidades climáticas em cada região brasileira. Em um segundo momento, pequenas e médias empresas escolhidas receberão uma consultoria para a construção de planos individuais de adaptação. Os estudos de caso serão publicados para que outras organizações utilizem esses exemplos para construir suas próprias ações.

Adaptação no Setor de Saúde

As mudanças do clima irão impactar a saúde pública, como previsto no Plano Nacional de Adaptação. É esperado um aumento na utilização do sistema público de saúde em decorrência da ampliação de doenças relacionadas à poluição atmosférica e das alterações nas temperaturas, além dos eventos extremos, como secas ou inundações, por exemplo. O Pacto Global se propõe a investigar o papel das empresas de saúde neste cenário, identificar e monitorar os riscos potenciais e apontar as oportunidades e os principais desafios em um contexto de sobrecarga do SUS.

Diagnóstico do ODS 13 (Ação Contra a Mudança Global do Clima)

O Pacto Global avaliará o que a iniciativa privada brasileira está fazendo para contribuir com o ODS 13 a partir de entrevistas com empresas de vários setores da economia. Entender o cenário atual é o primeiro passo para o desenvolvimento de ações consistentes de mitigação e adaptação. Em 2015, a publicação “Caderno do Pacto – Clima” abordou de forma ampla o tema das mudanças do clima. Recentemente, o Pacto lançou, ainda, o Diálogos de Financiamento Climático, com foco neste ODS e, dentro deste projeto, realizou quatro workshops com representantes do governo, empresas e sociedade civil para levantar informações sobre recursos financeiros, projetos e iniciativas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

 

INICIATIVAS E PARCERIAS

Iniciativa Empresarial em Clima

A Iniciativa Empresarial em Clima (IEC) tem como principais objetivos o alinhamento das agendas das empresas e a condução de ações conjuntas para a promoção de uma economia de baixo carbono no Brasil, com foco, atualmente, em Precificação de Carbono e Adaptação. Para fomentar as discussões no setor empresarial, a IEC realiza eventos presenciais e webinars. A Iniciativa é coordenada por cinco organizações: Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Instituto Ethos, CDP, Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGVces) e a Rede Brasil do Pacto Global, atual responsável pela secretaria. Conta ainda com as parcerias da Envolverde e da NeoMondo para ações em comunicação.

 

AdaptaClima –  Ministério do Meio Ambiente

A Rede Brasil do Pacto Global passou a apoiar a Plataforma AdaptaClima como mobilizadora e, pela IEC, como parceira temática. No decorrer de 2016 e 2017, o Ministério do Meio Ambiente coordenou a criação da ferramenta, em um processo colaborativo, que contou com o apoio de mais de 65 organizações do Brasil e do Reino Unido. Agora, o esforço está direcionado para o setor privado, no sentido de identificar percepções a respeito e aprimorar a iniciativa.  A Adapta Clima reúne informações sobre o que vem sendo feito na área de Adaptação e permite a troca de experiências e aprendizados.

 

Comitê Técnico da Indústria de Baixo Carbono –  Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

Em 2018 a Secretaria Executiva da Rede Brasil do Pacto Global passou a integrar o Comitê Técnico da Indústria de Baixo Carbono (CTIBC) do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O Comitê tem como objetivo promover a articulação dos órgãos e entidades, públicas e privadas, para implementar, monitorar e revisar políticas públicas, iniciativas e projetos que estimulem a transição para a Indústria de Baixo Carbono no Brasil. Publicação no Diário Oficial da União.

PUBLICAÇÕES

COORDENAÇÃO

LUIZ CARLOS XAVIER
Coordenador do GT de Energia & Clima da Rede Brasil do Pacto Global
Responsável corporativo por Mudanças Climáticas na área de Desenvolvimento Sustentável na BRASKEM

 

ELISA BADZIACK
Ponto focal do GT de Energia & Clima
Assessora de Meio Ambiente da Rede Brasil do Pacto Global

Folder GTEC

UNGC ACTION PLATAFORM

Diálogos em Financiamento Climático (Português)
Climate Finance Dialogues (English)
Agosto de 2018
62 páginas

Integração dos ODS no Setor Elétrico (Português)
Integration of the SDGs in the Brazilian Eletric Power Sector (English)
Maio de 2018
64 páginas

Caderno do Pacto – Clima (Português)
Caderno do Pacto – Climate (English)
Novembro de 2015
84 páginas

Heróis do Clima – A aventura e a ciência por trás das mudanças climáticas (Português)
Climate Heroes – The adventure and science behind global warming (English)
Héroes del Clima – La aventura y la ciencia detrás del cambio climático (Español)
Janeiro de 2015
52 páginas

DEPOIMENTOS

“O GTEC tem entre seus propósitos ser
influente na sociedade e manter-se
como um grupo proativo em busca de
conhecimento. Assim, incentiva empresas
engajadas a tornarem-se protagonistas na
discussão de temas relevantes das áreas
de energia e clima, buscando evoluir para
uma agenda positiva alinhada aos ODS e às
ações estratégicas do meio empresarial.”

Luiz Carlos Xavier,
coordenador do GTEC e responsável
corporativo por Mudanças Climáticas
na Braskem

“O GTEC é a materialização do ODS 17:
Parceria! Nele são compartilhadas
melhores práticas de gestão e estruturadas
iniciativas conjuntas de fato disruptivas,
que não seriam viabilizadas individualmente.
Esse ambiente colaborativo contribui
muito para alavancar o desempenho
econômico, social e ambiental das
organizações participantes.”

Rafaele Lebani,
gerente de Sustentabilidade da diretoria de
Relações Institucionais e Sustentabilidade
da CPFL Energia

“Fazer parte de Rede Brasil do Pacto Global
tem agregado muito valor para a gestão da Central
Nacional Unimed. É gratificante ter a oportunidade
de participar de um grupo seleto de empresas com
interesses comuns em contribuir positivamente com
grandes desafios para o desenvolvimento sustentável.
Em especial no GT Energia & Clima, temos tido a
oportunidade de potencializar nossos conhecimentos
e contribuições com questões climáticas.”

Rosemeire Capelossa Gomes,
especialista em sustentabilidade na Assessoria
de Comunicação e Sustentabilidade da Central
Nacional Unimed