Notícias



Eventos da Rede Brasileira do

Pacto Global

Please enable Javascript to view this calendar.

O SDG Pioneers reconheceu dez profissionais de organizações signatárias que promovem os ODS

Revelados os dois SDG Pioneers do Brasil

Publicado em 21 de junho de 2016

Anunciados hoje, durante o United Nations Global Compact Leaders Summit 2016, em Nova York, os grandes vencedores brasileiros do SDG Pioneers. São eles o Presidente da Beraca, Ulisses Sabará, e a Diretora de Imprensa e Sustentabilidade da BM&FBOVESPA, Sonia Favaretto. O Brasil foi o único país com dois SDG Pioneers dentre os dez ganhadores do concurso. As candidaturas da Rede Brasil do Pacto Global representaram 8% das postulações. No total, foram feitas cerca de 600 inscrições de 98 países. Os vencedores brasileiros concorreram com outras 47 lideranças do país. 

O eixo central do concurso destinou-se a inspirar negócios e reconhecer profissionais de organizações signatárias do Pacto Global que promovam os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em países ao redor do mundo.

Beraca
Ulisses Matiolli Sabará transformou a abordagem da Beraca, uma empresa de ingredientes de cosméticos, para impulsionar seu sucesso comercial. Ele buscou o desenvolvimento econômico e oportunidades de inclusão social para milhares de famílias enquanto trabalhava para garantir a integridade ambiental das regiões em que a empresa atua, após uma viagem inspiradora pela Floresta Amazônica.

A Beraca é uma empresa inovadora, líder no fornecimento de ingredientes naturais vindos da Floresta Amazônica e de outros biomas brasileiros e que possuem certificação orgânica. Com alto desempenho, os ativos da Beraca agregam valor a um grande número de marcas cosméticas, farmacêuticas e de cuidados pessoais em todo o mundo. A empresa trabalha em parceria com comunidades locais nas regiões em que está presente, garantindo padrões e práticas sustentáveis no fornecimento de insumos usados na fabricação de seus produtos.

BM&FBOVESPA
Sonia Consiglio Favaretto usa suas habilidades de comunicação para conduzir a criação de um mercado de capital social que conecta projetos socioambientais para investidores em uma das maiores bolsas de valores do mundo. Ela passou mais de uma década de trabalho para habilitar mercados de capitais transparentes e sustentáveis no Brasil.

Os primeiros trabalhos de Sonia em torno da Agenda 2030 levou a BM&FBOVESPA a ser a primeira bolsa de valores do mundo a se tornar signatária do Pacto Global, em abril de 2004. Desde então, ela tem trabalhado incansavelmente para alinhar o trabalho da Bolsa de Valores aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) e agora com os ODS.

 

 

"Tudo começou durante uma viagem para a Amazônia que meu pai tinha me dado como presente de formatura. A jornada não tem sido fácil, mas tem sido extremamente gratificante e motivador. Visitando regiões onde anteriormente veria pessoas com dificuldades de acesso a alimentos, agora elas têm a oportunidade de se sustentar por meio de técnicas como a Permacultura. Mudanças assim têm feito todo esse esforço vale a pena”.

Ulisses Sabará, presidente da Beraca e SDG Pioneer

 

 

 

“Costumo dizer que eu só migrei para uma carreira em sustentabilidade porque eu sou comunicativa. Afinal, esta é uma agenda em construção que requer habilidades de comunicação para avançar. Eu sempre tento agir com base nesta premissa, propondo ações inovadoras para enfrentar os desafios de um mundo de negócios que é cada vez mais focado em aspectos econômico-financeiros”.

  Sonia Favaretto, diretora de Imprensa e Sustentabilidade da BM&FBOVESPA e SDG Pioneer

 

 

 

 

 

 


Tag's: UN Global Compact SDG Pioneers Beraca BM&F/BOVESPA