Notícias



Eventos da Rede Brasileira do

Pacto Global

Please enable Javascript to view this calendar.

Lise Kingo atuou como vice-presidente da Novo Nordisk e tem longa trajetória em sustentabilidade empresarial
Imagem: UN Global Compact/Kent Miller

Secretário-geral da ONU anuncia nova liderança do Pacto Global

Publicado em 20 de julho de 2015

A partir de setembro de 2015, a principal liderança do Pacto Global das Nações Unidas estará a cargo de uma mulher. Com sólida trajetória no setor privado e na área de sustentabilidade corporativa, Lise Kingo irá substituir Georg Kell, que se despede da organização após mais de 25 anos dedicados à ONU e à fundação da iniciativa.

O anúncio foi feito em junho pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, durante as comemorações dos 15 anos do Pacto Global. Na ocasião, ele destacou que a nova executiva irá agregar um amplo conhecimento e compreensão da liderança estratégica na implementação da sustentabilidade corporativa por meio de parcerias com públicos de interesse.

Lise Kingo é dinamarquesa e trabalhou por mais de dez anos na Novo Nordisk, empresa da área de saúde presente em 75 países, onde alcançou o posto de vice-presidente. Ela atualmente é vice-presidente da Danish Nature Foundation, além de membro dos conselhos da Grieg Star Group e C3 Collaborating for Health e presidente do Conselho Dinamarquês para Responsabilidade Social Corporativa.

A executiva é bacharel em Artes em Religião e Cultura Grega pela Universidade de Aarhus e bacharel em Finanças e Marketing pela Copenhagen Business School. Cursou mestrado em Responsabilidade e Práticas de Negócios na Universidade de Bath, no Reino Unido.

"Será uma honra e um privilégio assumir a liderança do Pacto Global. Tenho uma grande paixão por sustentabilidade e ampla experiência em trabalhar para conectar valores e princípios com a estratégia e as práticas de negócios globais. Estou entusiasmada com o desafio de levar adiante o Pacto Global da ONU e construir sob as fortes bases que já foram construídas. Com mais de 13 mil signatários dedicados ao redor do mundo, há um enorme potencial para que as empresas contribuam com os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Vamos mostrar como os maiores desafios do nosso mundo podem ser resolvidos através de negócios inovadores e responsáveis", declarou Lise Kingo.

Georg Kell, nascido na Alemanha, dedicou sua trajetória profissional ao diálogo entre a ONU e o setor privado. Economista de formação e ex-pesquisador e analista financeiro, foi um dos principais arquitetos do Pacto Global em 2000, ao lado do então secretário-geral Kofi Annan e de líderes como John Ruggie. Desde então, ajudou a construir a maior iniciativa do mundo para a responsabilidade corporativa – hoje, com mais de 12 mil organizações em 160 países. Kell também lançou iniciativas parceiras do Pacto Global, como os Princípios para o Investimento Responsável (PRI) e os Princípios para Educação Executiva Responsável (PRME). Confira aqui o vídeo preparado por Redes Locais de diversos países para a despedida do executivo.

Empoderamento das Mulheres

A escolha de Lise Kingo para a direção executiva do Pacto Global está em sintonia com os Women Empowerment Principles (WEPs)- Princípios de Empoderamento das Mulheres, lançados pelo próprio Pacto Global em parceria com a ONU Mulheres.

A plataforma aposta no fortalecimento da liderança das mulheres no ambiente de trabalho e na cadeia produtiva das empresas para a construção de economias fortes e sociedades mais justas. Construídos em torno de sete princípios, os WEPs oferecem um método abrangente e prático para que as empresas possam promover e avaliar suas políticas para a igualdade de gênero. A adesão depende do compromisso do CEO da companhia, que passa a reportar publicamente seus avanços na temática.

No Brasil, 68 empresas já se tornaram signatárias da iniciativa, em setores como mineração, petróleo e gás e energia. Em março desse ano, um encontro em São Paulo reuniu algumas dessas organizações para o compartilhamento de boas práticas. As adesões ao WEPs seguem abertas, sem custos, para participantes do Pacto Global da ONU.

Leia a cobertura do evento de 15 anos do Pacto Global
Saiba como empresas podem aderir ao WEPs
 

Com informações do Secretariado Geral da ONU


Tag's: Georg Kell Lise Kingo 15 anos