Notícias



Eventos da Rede Brasileira do

Pacto Global

Please enable Javascript to view this calendar.

Participantes poderão opinar sobre mecanismos para a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Pacto Global realiza consulta pública com o setor privado brasileiro sobre a Agenda Pós-2015

Publicado em 20 de agosto de 2014

A Rede Brasileira do Pacto Global das Nações Unidas realiza em São Paulo, no dia 27 de agosto, a consulta pública Diálogo inclusivo - Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 das Nações Unidas e o Setor Privado. O encontro com empresários brasileiros é organizado em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) e a Internacional Finance Corporation (IFC), do Grupo Banco Mundial.

Por meio de painéis de especialistas e grupos de trabalho, representantes de empresas de diversos portes poderão opinar sobre quatro mecanismos para a implementação dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS):

1) políticas públicas para a sustentabilidade corporativa;
2) promoção de parcerias;
3) práticas financeiras sustentáveis;  
4) posicionamento das pequenas e médias empresas.

O relatório da consulta em São Paulo será enviado ao escritório do Pacto Global da ONU em Nova York, que lidera, com a UNIDO, o processo internacional de diálogo com o setor privado sobre a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015. O documento oficial com as informações de outros países e redes do Pacto Global será encaminhado ao secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon.

Participam da abertura Jorge Chediek, coordenador-residente da ONU no Brasil e representante-residente do PNUD no Brasil, Jorge Soto, diretor de desenvolvimento sustentável da Braskem e presidente da Rede Brasileira do Pacto Global, Gustavo Aishemberg, representante da UNIDO no Brasil, e Hector Gomez Ang, gerente geral da Internacional Finance Corporation no Brasil.

Os painéis de especialistas serão compostos por representantes do setor empresarial, do governo e da sociedade civil, entre eles Roberto Dumas Damas, head de risco de crédito socioambiental - Banco Itaú BBA, Márcio Giannico, gerente executivo de mercado de capitais e infraestrutura - Banco do Brasil, Mônica Messenberg, diretora de relações institucionais - Confederação Nacional das Indústrias, Jorge Abrahão, diretor-presidente - Instituto Ethos, Ricardo Voltolini, diretor-presidente - Ideia Sustentável, Lia Lombardi, diretora executiva - Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e Rovena Negreiros, diretora de planejamento – Emplasa.

A consulta pública é realizada com o apoio do Instituto Ethos, do CEBDS, da Ideia Sustentável e da Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP).

Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

Com o fim do prazo dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) em 2015, os países-membros da ONU reunidos na Conferência Rio+20 concordaram com a necessidade de estabelecer novas diretrizes para alcançar um mundo de prosperidade, igualdade, liberdade, dignidade e respeito ao meio ambiente. Esse compromisso será traduzido por meio dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS, que irão compor a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015.

A Minuta Zero sobre os ODS, apresentada à Assembleia Geral da ONU em julho de 2014, prevê 17 objetivos e 169 metas, com 15 anos para serem cumpridas. Entre os objetivos, destacam-se o acesso à educação de qualidade, a redução das desigualdades entre os países, o alcance da igualdade de gênero, o combate às mudanças climáticas e a promoção do crescimento econômico sustentável e inclusivo.

O documento de referência é fruto de um amplo processo global de diálogo, ainda em andamento, que já envolveu cerca de dois milhões de pessoas em consultas presenciais e online, como o World We Want e MY World. O Pacto Global da ONU acredita que esta seja uma oportunidade única para que o setor privado assuma a sustentabilidade corporativa como força transformadora na concretização de um futuro seguro e sustentável para todos.

Sobre o Pacto Global

Lançado em 2000, o Pacto Global das Nações Unidas é a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa voluntária do mundo. Reúne 8 mil signatários corporativos em 161 países com o objetivo de alinhar as operações de negócios aos dez princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. O Brasil é a 5ª maior rede local, com 630 signatários – entre empresas e outras organizações. Desde 2011, o PNUD Brasil exerce a função de Secretariado Executivo, responsável pela coordenação e promoção do Pacto Global no país.

Sobre o PNUD

Presente em mais de 170 países e territórios, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) é a rede de desenvolvimento global da Organização das Nações Unidas. O PNUD faz parcerias com pessoas em todas as instâncias da sociedade para ajudar na construção de nações que possam resistir a crises, sustentando e conduzindo um crescimento capaz de melhorar a qualidade de vida para todos.

Sobre a IFC

A Internacional Finance Corporation - IFC, membro do Grupo Banco Mundial, é a maior instituição global de desenvolvimento voltada exclusivamente ao setor privado. Atua em cerca de 100 países para ajudar a eliminar a extrema pobreza e promover a prosperidade compartilhada. No exercício fiscal de 2014, a instituição dedicou mais de US$ 22 bilhões a financiamentos para melhorar a vida das pessoas em países em desenvolvimento.

Sobre a UNIDO

A Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO) promove o desenvolvimento industrial para uma globalização inclusiva, que alie sustentabilidade ambiental e redução da pobreza. Com mandato para atuar em países em desenvolvimento e economias em transição, a organização realiza cooperações técnicas, serviços de consultoria e análise de políticas, bem como estabelecimento de padrões de integridade, transferência de conhecimento e networking.


Tag's: Pós 2015 ODS PNUD